Raspberry Pi coloca à disposição seu sistema operacional

Ele poderá operar em máquinas nativas da Microsoft ou da Apple; compra do computador da marca não é necessária

Publicado em 22/12/2016

Um novo concorrente do Windows e, porque não, do Mac OS chegou ao mercado. Trata-se do PIXEL OS, sigla para Pi Improved Xwindows Environment Lightweight, criado pela conhecida Raspberry Pi, dona do computador homônimo que possui o tamanho de um cartão de crédito. Até então um sistema parecido com este era limitado aos usuários do mini PC, mas devido às boas críticas e aceitação do público, a companhia otimizou o sistema e disponibilizou-o avulso.

Baseado em Linux, a criação da empresa é explicada por Eben Upton, criador da Raspberry Pi, como a maior aposta da marca para a informática: "Nossa melhor aposta para aquilo que a maioria dos usuários está procurando em um ambiente de desktop: uma interface limpa e moderna, e uma suíte de programas de produtividade e ferramentas de programação, todos gratuitos e proprietários".

Uma das grandes vantagens do modelo é a leveza, já que necessita de apenas 512 MB de RAM para um funcionamento satisfatório. Escolas e empresas com computadores mais antigos são o principal alvo do negócio, já que a instalação por DVD ou pen drive é bem simples e a máquina não é tão exigida, ganhando uma durabilidade maior sem a necessidade de upgrades do Windows.

Foto: Divulgação